English Version
     > Home > Brasil/UK na mídia

Discurso de Lorde Mandelson ao Comitê Econômico e de Comércio Conjunto Reino Unido-Brasil (JETCO) em 16 de Setembro de 2009 (21/09/2009)
Fonte: Consulado Britânico

EXPOSITOR Lorde Peter Mandelson

DATA 21/09/2009

Bem-vindos, e Obrigado:

Quero começar dando as boas vindas ao Ministro Miguel Jorge e à sua equipe, e a todos vocês que compareceram aqui hoje nessa reunião. Miguel, fico contente em vê-lo aqui em Londres e nessa Reunião Ministerial do Comitê Econômico e de Comércio Conjunto Brasil-Reino Unido (JETCO).

Quero agradecer também o Lord Mayor por permitir a realização do evento nessa magnífica localização, Mansion House - um símbolo duradouro do nosso passado mercantil e do nosso compromisso com o sucesso nos mercados de comércio globais e abertos no futuro.

Onde estamos hoje:

Entre as questões mais importantes levantadas pela crise global pela qual estamos passando, há questões sobre qual a melhor maneira de gerenciarmos a economia global, para assegurar as condições para crescimento sustentável nas décadas vindouras?

Já está claro que, em um mundo cada vez mais definido pelo sucesso de países emergentes como o Brasil, a crescente concorrência por recursos e oportunidades, e nossa luta contra mudanças climáticas - meu crachá aqui é a contagem regressiva para a conferência de Copenhagen. O fato é que, cada vez mais, as questões importantes que enfrentamos exigem de nós uma resposta coletiva.

Eu sei, e eu falo primeiro da urgência por um desfecho bem-sucedido da Rodada Doha da OMC, que é apenas um exemplo óbvio.

E o Brasil e outras economias emergentes têm exercido papéis centrais, também, no processo do G20. A Cúpula de Londres ocorreu em abril, e a próxima reunião será em Pittsburgh. As medidas conjuntas tomadas por nós ajudaram a impedir que a crise global e a recessão se tornassem uma depressão global infinitamente pior. E isso é testemunha de nossos esforços coletivos e do que já realizamos até o presente momento.

E é o trabalho que continuamos a fazer juntos, tanto multilateral como bilateralmente, que propicia o caminho mais eficaz para assegurarmos uma retomada global sustentada, além das condições necessárias que precisamos estabelecer para nosso sucesso econômico no futuro - todos nós.

Trabalhando Juntos:
Então, no início do ano, eu pude perceber a resiliência da economia brasileira e a confiança crescente dos brasileiros enquanto eles deixam a crise para trás.

E apesar das duras condições econômicas globais, as últimas estatísticas mostram que o comércio entre nossos países de fato cresceu para £4,25 bilhões de libras esterlinas.

O número de empresas britânicas que se valem dos serviços do UKTI no Brasil quase dobrou no ano passado. E oferecemos apoio a mais de 500 empresas britânicas interessadas em fazer negócios no Brasil.

Vocês são um dos principais parceiros do Reino Unido nas Américas. E à medida que o Brasil continue a crescer, estabelecendo-se como investidor global, o Reino Unido pode lhes oferecer um dos ambientes mais produtivos e dinâmicos para investimento no mundo, aqui na Inglaterra.

De fato, creio que recentemente subimos uma posição, por propiciar um bom ambiente forte e positivo de negócios aqui neste país. Mas, claro, nós não oferecemos apenas um excelente ambiente de negócios e o mercado britânico, como também um trampolim de Inglaterra para o mercado único europeu como um todo.

Seguindo o exemplo de organizações como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES, que está abrindo seu primeiro escritório europeu no Reino Unido.

Também, a BMF BOVESPA - uma das maiores bolsas de valores do mundo -também está abrindo em Londres como parte de sua estratégia internacional.

Há muito mais que, juntos, poderíamos realizar. Não apenas para impulsionar o crescimento agora, como também para aproveitar nossos pontos fortes naqueles setores e mercados de alta tecnologia e de alto valor, como fabricação e engenharia avançadas, biotecnologia industrial, serviços comerciais e outros que impulsionarão a inovação e a prosperidade no futuro. E é pela cadeia de valor que eu quero conduzir o relacionamento entre o Reino Unido e o Brasil.

Impulsionando Progresso, Assegurando Crescimento:
Os vínculos que criamos através desse JETCO podem fortalecer essa colaboração. Mais importante ainda, ele representa uma fonte de oportunidades para nossos países.
Nosso trabalho apenas nos últimos 12 meses, desenvolvendo comércio e investimento e apoiando a transferência de tecnologia e de expertise entre nossos países, exemplifica como poderemos avançar ainda mais.

Isso inclui financiamento conjunto de um projeto, como parte do fluxo de trabalho do JETCO na área de inovação, permitindo que empresas criadas em universidades britânicas e brasileiras alcancem sucesso. E o acordo entre o UNICO e o FORTEC - as principais redes de transferência de tecnologia de origem universitária nos dois países - ajudará empresas inovadoras recém-criadas a comercializar suas soluções.

A PBL, uma empresa britânica especializando na ciência das plantas, também está trabalhando com a EMBRAPA, a maior organização mundial em pesquisa de agricultura tropical, no sentido de comercializar soluções EMBRAPA, além de compartilhar com ela novas tecnologias.

Enquanto o Centro Internacional para Agrotecnologia firmou um acordo com o Ministério da Pesca e da Aquicultura do Brasil para transferir tecnologia e expertise britânicas ao desenvolvimento da indústria de aquicultura no Brasil.

E aproveitando, também, o sucesso da visita do Lord Mayor ao Brasil e o lançamento, no começo do ano, do Relatório da Corporação de Londres sobre Serviços Financeiros no Brasil, vamos patrocinar um adido comercial para ajudar no fortalecimento de nossa colaboração nessa área.

Olhando para o futuro:
Pois é, isso é somente uma pequena parte do trabalho que realizamos este ano. E é importante que mantenhamos o foco nas áreas mais críticas para nosso sucesso econômico no futuro.
Olhando para frente, lançamos uma iniciativa inédita que permitirá que pesquisadores nos dois países participem de licitações de recursos para projetos conjuntos, utilizando o processo de revisão de similares do Conselho de Pesquisa britânico.

E seguindo o sucesso do Ano da Saúde Brasil-Reino Unido, vamos fortalecer nossa cooperação no setor de serviços de saúde através do JETCO. Estendemos nossas boas vindas ao Ministro Brasileiro de Saúde, Dr. José Gomez Temporão, ao Reino Unido na próxima semana.

Os próximos passos:
O JETCO visa reunir os governos e as empresas dos dois países, no sentido de ajudar na retirada das barreiras ao comércio nesses e em outros setores, estejam onde estiverem.

A CBI e a CNI recentemente concluíram o relatório sobre o estabelecimento no Brasil de um ambiente mais favorável aos negócios. Em breve, vamos ouvir mais deles sobre isso e sobre as conclusões da mesa-redonda realizada ontem com empresas brasileiras e britânicas.

O foco deles é a obtenção do apoio necessário para expandirem seus negócios através do comércio. E durante a minha reunião anterior com o Ministro Miguel Jorge, nós conversamos sobre ações adicionais.